Com gol de Diego Rosa, Bahia vence o Conquista fora de casa

Com gol de Diego Rosa, Bahia vence o Conquista fora de casa

Bruno Queiroz/Correio 24 horas

Foi com uma boa dose de emoção, mas o Bahia voltou a vencer no Campeonato Baiano. O tricolor bateu o Vitória da Conquista por 1×0, neste domingo (5), com gol de Diego Rosa e resistiu à pressão do time mandante, que ficou com um jogador a mais após a expulsão de Renato Cajá. O Conquista ainda perdeu um pênalti com Diego Aragão no finalzinho do jogo no estádio Lomanto Júnior.

A partida começou em ritmo lento, com marcação muito forte das duas equipes. As oportunidades começaram a surgir a partir dos 10 minutos de jogo e o primeiro a assustar foi o Vitória da Conquista. Em boa jogada pela direita, Todinho cruzou, Dinda cabeceou para o chão, mas Anderson, bem colocado, fez a defesa.

A resposta do Bahia veio em grande estilo. Renato Cajá recebeu na intermediária, limpou o marcador e chutou forte de pé direito, mas a bola explodiu no travessão. O estado ruim do gramado dificultava a troca de passes dos dois times, que tinham o chute de fora da área como alternativa.

Foi assim que Kleber, aos 19 minutos, tentou abrir o placar para o time da casa, mas esbarrou em outra boa defesa de Anderson. Dois minutos depois, o tricolor puxou rápido contra-ataque e Diego Rosa fez belo lançamento para Gustavo. O camisa 21 observou a saída do goleiro e mesmo de pé esquerdo tentou o toque por cobertura, mas a bola foi para fora.

O gol do Bahia ia amadurecendo e, aos 27 minutos, Cajá encontrou Diego Rosa, que girou rápido e tentou colocar no canto direito de Rodolfo, que se esticou todo para mandar pra escanteio. Finalmente, aos 40 minutos, o gol saiu. Eduardo cruzou da direita e Diego Rosa subiu muito para cabecear no canto direito e abrir o placar no Lomantão.

Segundo tempo

Em desvantagem, o técnico Guilhermino Lima não perdeu tempo e já voltou do intervalo com Tatu no lugar de Wander Capixaba. Era a reestreia do ídolo conquistense. Mas foi o Bahia o primeiro a assustar.

Aos nove minutos, Renato Cajá cobrou escanteio e Gustavo cabeceou, mas Rodolfo pegou com tranquilidade. Dois minutos depois, Anderson saiu mal na cobrança de falta do Conquista, mas depois se recuperou defendendo o chute de Diego Aragão.

O jogo voltou a ficar morno e Guto Ferreira colocou Mário em campo no lugar de João Paulo. Aos 21 minutos, ele recebeu passe de Diego Rosa, levantou a bola e tentou de bicicleta, mas a bola passou longe do gol. Satisfeito com o resultado, Guto tirou Diego Rosa e colocou Feijão, deixando o Bahia com três volantes e dando mais liberdade a Renato Cajá.

A estratégia, no entanto, foi por água abaixo aos 30 minutos, quando o camisa 10, que já tinha amarelo, deu um carrinho e atingiu Rayllan com o joelho. Jailson não hesitou em aplicar o segundo amarelo e expulsá-lo de campo.

O Vitória da Conquista foi com tudo em busca do empate e conseguiu um pênalti aos 39 minutos, em lance que o árbitro viu um toque de mão de Lucas Fonseca numa confusão na área. Mas Diego Aragão desperdiçou a chance de empatar e mandou por cima do gol. A partir daí coube ao Bahia segurar o placar para manter a invencibilidade em 2017 e a segunda posição no estadual, com 14 pontos. O Vitória lidera com 18.

O Bahia volta a jogar quarta-feira (8), contra o Paraná, em Curitiba, pela segunda fase da Copa do Brasil. O Conquista só entrará em campo no dia 19, contra a Juazeirense, fora de casa, pelo estadual.

Fonte: Correio 24 horas

Foto: Vitor Tamar / EC Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *